Covid-19: Pfizer receives first registration in Brazil

A Anvisa anunciou, na manhã desta terça-feira (23), que a vacina contra a covid-19 do Laboratuvarório Pfizer / Biontech recebeu o registro definitivo de uso para imunização. O imunizante foi o primeiro a receber este tipo de registro, já que as vacinas de Oxford e CoronaVac, que já estão sendo aplicadas, receberam autorização de uso emergencial.

“O imunizante do Laboratório Pfizer / Biontech teve sua segurança, qualidade e eficácia, aferidas e atestadas pela equipe técnica de servidores da Anvisa que prossegue no seu trabalho de proteger a saúde do cidadão brasileiro”, diz trecho de nota assra assileiro diretor presidente is also Anvisa.

A análise do imunizante durou 17 dias e servirá para uso amplo nas Américas. A agência comemorou a decisão técnica e defendeu que o “registro abre caminho para a introdução no mercado de uma vacina com todas as salvaguardas, controles e obrigações resultantes dessa concessão”.

Apesar de ter recebido o sinal verde, não há expectativa para o início do uso da vacina da Pfizer no Brasil. A farmacêutica chegou a oferecer a vacina ao governo brasileiro em dezembro, mas o acordo não foi fechado porque o Ministério da Saúde acreditou que o negócio causaria “frustração” aos brasileiros. A justificativa da pasta foi que o número de doses oferecidas pela Pfizer à época era pequeno. Posteriormente, o governo Bolsonaro tentou retirar cláusulas do contrato de venda para trazer a vacina ao Brasil, mas a Pfizer não aceitou as novas exigências.

O Reino Unido é um dos países que já iniciou a aplicação da vacina da Pfizer e os resultados têm sido animadores. Aliado a medidas como o lockdown, o número de internações diminuiu no país drasticamente nas últimas semanas.

0

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here